quinta-feira, 14 de julho de 2011

Tem por ai menina....




Existe uma menina que vive todo o dia triste,
porque olha no lado,
e vê uma magrinha dizendo que tem que emagrecer,
e então ela fica em querer
que ela também o tem que fazer!

E toda a vez que alguém a visita,
faz sempre questão de relembrar,
que cada vez mais ela engorda,
e que isso nunca mudará!

E ela chora,
ignora,
mas fica sempre a pensar:
"è, eu vou ter mesmo que mudar!"

E como não consegue emagrecer,
passa a vida sem querer comer,
e a contar caloria,
na esperança que agora,
muito peso consiga perder.

E ela volta a chorar,
porque só se vê a engordar,
ainda que sem nada todo o dia comer!

E se perde no frigorifico,
envolta de doce calorifico,
enquanto acompanha com lágrimas salgadas,
o que encontra de restos na sua madrugada!

E todo o dia se farta de ouvir,
menina magra falar:
"ai eu preciso emagrecer,
que comi muito ao jantar,
a salada era grande demais!"

E então ela se recolhe,
e mesmo sabendo que essa garota de anorexia sofre,
ela sempre fica com o pensamento:
"Nossa, igual a ela eu quero ser!"
E prefere passar fome,
sabendo que assim um dia morre,
mas nunca mais irá chorar,
por ter de ouvir alguém chamar,
a palavra que pela qual muita menina morre:

G-O-R-D-A!


Triste, mas é assim.....

4 comentários:

Ricardo disse...

Olá Dana, li atentamente o teu comentário e desde já agradeço imenso muito obrigado pelas tuas palavras , espero que continues a visitar ;)
Tabem gostei do teu blog . Parabens..!

Araúja Kodomo disse...

É verdade...
Há que ter um controlo, nada de exageros...
Bom texto querida!!!
<3*

Celina Dutra disse...

Dana,

Cheguei aqui pelos seu "Trago-te girassóis" que gostaria de publicar no meu blog no dia 1o. de setembro, se vc me autorizar, claro que com créditos a vc.

Estou te seguindo porque amei seu trabalho. Parabéns!

Muitos girassóis nos seus dias.
Beijos

Fernanda disse...

Olá Dana!

De novo para lhe dizer que voltei a publicar os seus Girassóis lá na casa do rau.
Deixo-lhe já o link, pois já foi há muito tempo que o mesmo aconteceu e não temos estado muito em contacto o que lamento, mas não há tempo para estar em todo o lado, sabe como é!
Neste momento estou em "férias" mas sempre vou passando aqui e ali, e devia-lhe esta explicação.

Quanto ao seu texto, digo-lhe que é duma oportunidade incrível, e que é preciso dar mais atenção a esta doença.
O mal está nesta sociedade que condena todos os diferentes.
Manter-se elegante é bom, mas desnutrida e doente é um horror.

Beijinhos
Passe aqui